mirando mundo

o mundo… sob um certo olhar – e interação

Orgânicos e Hidropônicos

 

Orgânicos x Hidropônicos

NÃO CONFUNDA: HIDROPÔNICO NÃO É ORGÂNICO


Com a atual variedade de produtos nos supermercados, fica difícil para o consumidor não se confundir entre tantos nomes: natural, hidropônico, processado, orgânico… A seguir, veremos com mais detalhes cada uma dessas denominações.

“Natural”
Em princípio, vale lembrar de que toda verdura, fruta ou legume é natural, já que o homem pode apenas reproduzir plantas a partir de sementes ou outras partes de plantas, multiplicando-as através da agricultura. Ou seja, independentemente do sistema em que foram produzidos (convencional ou orgânico), do grau de contaminação ou da qualidade nutricional que apresentem, qualquer verdura, legume ou fruta é natural. Portanto, a palavra “natural” indicada nas embalagens não significa que o produto esteja isento de agrotóxicos e outras substâncias que trazem riscos para a saúde humana.
“Processado”
Os produtos lavados, cortados e embalados, usados para facilitar a vida da dona de casa, continuam sendo verduras e legumes convencionais, ou seja, que receberam agrotóxicos e adubos químicos; apenas já foram selecionados pela indústria. Atualmente, é possível encontrar produtos higienizados e processados que foram produzidos no sistema orgânico e que por isso, não contêm agrotóxicos nem qualquer outro produto potencialmente tóxico. Para encontrá-los, basta verificar na embalagem a palavra “orgânico” juntamente com o selo de uma instituição certificadora. Desta forma, o consumidor terá a certeza de que os produtos processados seguiram, de fato, todas as normas de produção que geram alimentos saudáveis, como são os orgânicos.
“Hidropônico”
O hidropônico é um alimento produzido sem a presença do solo e sempre em ambiente protegido, ou seja, em estufa. Cultivado sobre suportes artificiais, em água, recebe soluções químicas para nutrição e tratamento de eventuais doenças.
“Orgânico”
O produto orgânico, ao trazer este nome na embalagem juntamente com o selo de uma Instituição Certificadora, demonstra a quem o compra muito mais que um alimento isento de substâncias nocivas à saúde. Ao ser gerado dentro de um sistema produtivo que preservou o ambiente natural, o produto orgânico contribui para a melhor qualidade de vida não de um consumidor isolado, mas de toda a sociedade.
Para ressaltar bem um produto hidropônico de um orgânico, veja abaixo as diferenças:

HIDROPONIA:

Produção de alimentos sem o uso do solo;
Plantas recebem agrotóxicos;
Plantas precisam receber fertilizantes químicos, devido a ausência de solo;
Eventuais excessos de nutrientes ou impurezas na solução nutritiva podem se acumular no produto hidropônico;
Plantas com metabolismo desequilibrado, suscetíveis ao ataque de pragas e doenças;
A beleza garante ao consumidor que o produto é saudável.
AGRICULTURA ORGÂNICA:
Produção de alimentos no solo;
Plantas não recebem agrotóxicos;
Plantas recebem apenas fertilizantes orgânicos ou minerais moídos;
O solo filtra e neutraliza as eventuais impurezas e a planta aproveita os nutrientes sem acumular excessos;
Plantas com metabolismo equilibrado, mais resistentes a pragas e doenças;
O sistema de produção certificado garante ao consumidor que o produto é saudável.
Fonte:

Postado por Daniele Schmidt – Sítio São Bento às 12:45

 

Extraído do Site: http://agroecologiaesaude.blogspot.com/2009/08/saude-organicos.html

3 de novembro de 2010 - Posted by | DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: